Quarta-feira
19 de Junho de 2019 - 

Deputados aprovam projeto que chama a atenção e faz alerta sobre o câncer de boca

Conscientizar a população sobre a importância de prevenir e combater o câncer de boca. Este é o objetivo do projeto de lei nº 218/2019, de autoria do deputado Ademar Traiano (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), aprovado em primeiro turno na sessão plenária desta quarta-feira (22), e que cria uma campanha de conscientização sobre a doença. A proposta está em sintonia com a Organização Mundial da Saúde (OMS) que estima que a prevenção pode ajudar a reduzir a incidência de câncer em cerca de 25% até 2025.Traiano lembra que o câncer é, desde 2003, a segunda maior causa de morte no Brasil, conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca). E que dentre as neoplasias malignas com maior incidência está o câncer de boca, que afeta os lábios, a língua e as mucosas da cavidade oral, podendo atingir ossos, músculos e outros tecidos dessa região. Estatísticas publicadas pelo Inca mostram que morreram no Brasil, em 2015, em consequência dessa doença 5.898 pessoas, sendo 4.672 homens e 1.226 mulheres. O estudo é do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) criado pelo Datasus (Departamento de Informática do SUS) para a obtenção regular de dados sobre mortalidade no país.Na justificativa do projeto Traiano cita que o câncer de boca é o quinto tumor mais frequente entre homens e o sétimo em mulheres. Acrescenta ainda que o Inca estima que na região Sul do Brasil aproximadamente quinze novos casos de câncer de boca são diagnosticados para cada grupo de cem mil habitantes. “Neste sentido, ações que visam conscientizar a população sobre a importância de um diagnóstico precoce e de um tratamento adequado ganham destaque”, completa.Hábitos saudáveis – De acordo com o Ministério da Saúde, hábitos simples e saudáveis como boa higiene, não consumir bebidas alcóolicas e não fumar podem ajudar a reduzir incidência da doença. Aliás, a ligação entre o tabagismo e o câncer de boca é um dos aspectos abordados pela campanha do Dia Mundial Sem Tabaco que acontece no próximo dia 31 de maio. Criada em 1987 pela OMS ela alerta sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo. Informações do Observatório da Política Nacional de Controle do Tabaco apontam que  hoje o tabagismo é responsável por 85% das mortes por doença pulmonar crônica (bronquite e enfisema), 30% por persos tipos de câncer (pulmão, boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga, colo de útero, estômago e fígado), 25% por doença coronariana (angina e infarto) e 25% por doenças cerebrovasculares (acidente vascular cerebral).Projeto – O texto original do projeto do deputado Ademar Traiano institui a campanha “Maio Vermelho”, dedicada à prevenção e ao combate ao câncer de boca. Mas, a proposição acabou recebendo um substitutivo geral durante os debates na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) defendendo que essa campanha seja alinhada à mobilização nacional sobre o tema, que acontece em novembro, criando então a campanha “Novembro Vermelho”. Isto porque a Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal no país está prevista na Lei federal nº 13.230/2015, e é realizada sempre na primeira semana de novembro. O objetivo da data é estimular junto aos gestores e à população, ações preventivas, campanhas educativas, debates sobre políticas públicas, apoiar atividades organizadas e desenvolvidas pela sociedade civil.Em relação ao diagnóstico do câncer de boca o Ministério da Saúde orienta que diante dos seguintes sinais as pessoas devem procurar um médico ou dentista para avaliação profissional: lesões na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias; manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengivas, palato (céu da boca), mucosa jugal (bochecha); nódulos (caroços) no pescoço; rouquidão persistente; dificuldade de mastigação e de engolir; dificuldade na fala; e sensação de que há algo preso na garganta. O projeto do deputado Ademar Traiano foi aprovado em primeira discussão com 43 votos favoráveis e nenhum contrário.Cidadania – Os deputados aprovaram também na sessão desta quarta-feira (22) o projeto de lei nº 572/2018, dos deputados Tião Medeiros (PTB) e do ex-deputado estadual Felipe Francischini, hoje deputado federal, concedendo o título de Cidadão Benemérito do Estado do Paraná ao general Augusto Heleno Ribeiro Pereira, ministro do Gabinete de Segurança Institucional do Governo Federal. De acordo com os autores, a honraria deve ser concedida como reconhecimento ao amplo trabalho em prol da justiça e da segurança pública desenvolvido pelo homenageado. A proposição passou em primeira discussão com 40 votos.Casa de Oração – O projeto de lei nº 60/2019, do deputado Alexandre Amaro (PRB), inserindo no roteiro oficial de turismo religioso do estado do Paraná o Templo Maior – Casa de Oração para Todos os Povos, situado no bairro Rebouças no município de Curitiba, igualmente, foi aprovado em primeiro turno. Conhecido também como Catedral da Fé, o espaço conta com uma área construída de 41.407 m² e é a sede estadual da Igreja Universal do Reino de Deus no Paraná. Foi inaugurado em 2017, demorou três anos para ser construído e tem capacidade para receber cinco mil pessoas.Expomate – Em segunda discussão foi aprovado o projeto de lei nº 42/2019, assinado pelo deputado Emerson Bacil (PSL), que insere no calendário oficial de eventos do Estado do Paraná a festa Expomate, a ser comemorada anualmente no dia 21 de setembro, na cidade de São Mateus do Sul. Prestes a realizar sua 15ª edição, a festividade reúne produtores de mate e pecuaristas da região, e ainda conta com gastronomia, corrida de tratores e shows nacionais. Conforme a prefeitura de São Mateus do Sul, cidade localizada ao Sul do estado, a indústria ervateira é uma atividade de grande destaque na região. O município é considerado um dos maiores produtores brasileiros, com 50% de sua área de florestas e ervais nativos ainda preservados.Na tribuna – Temas relacionados a saúde pública, entre eles o combate à dengue, a segurança pública, a ação social da Cáritas Brasileira do Paraná – que completa dez anos, a contratação de servidores públicos através do sistema PSS (Processo Seletivo Simplificado) e  os impactos orçamentários da reforma administrativa do Governo foram abordados pelos deputados Coronel Lee (PSL), Michele Caputo (PSDB), Professor Lemos (PT), Tadeu Veneri (PT) e Hussein Bakri (PSD), líder do Governo, que usaram a tribuna na sessão plenária desta quarta-feira (22). Ouça as entrevistas desta notícia: Clique aqui para fazer o download do boletim Carregando galeria do Flickr...
22/05/2019 (00:00)

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Contate-nos

Advocacia Abrunhoza, Sanches & Santos. OAB/PR n°. 7.739. CNPJ n°. 30.956.956/0001-22

Rua Duque de Caxias  570  Sala 01
-  Centro
 -  Rolândia / PR
-  CEP: 86600-057
+55 (43) 3255-5420
Visitas no site:  42444
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.